Kangibrina

Os franceses gostam de rock? Ouï!!!

29 09.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 17:53 ]

A Ouï FM, famosa rádio roqueira da França, lançou uma campanha publicitária muito bacana, que utiliza capas de álbuns famosos compondo cenas de paisagens das cidades onde a emissora está presente.

Com o slogan “O Rock está aqui para mudar sua vida”, as peças utilizam imagens das cidades de Le Mans (com a capa do Morrison Hotel), Honfleur (com a capa de Ziggy Stardust) e Cherbourg (com a capa de My Generation), entre outras

Todos os anúncios você pode conferir clicando aqui

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

Gisele: manual de uso

26 09.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 9:40 ]

Gisele Bundchen é a brasileira mais famosa do mundo. Bonita, sinônimo de mulher independente e bem-sucedida, venceu na carreira por sua determinação e competência.

Não é à toa que a modelo é uma das celebridades mais cobiçadas pelo mercado publicitário.

Gisele já estrelou campanhas para a Vivara, Dolce & Gabanna, Ipanema, C&A, Sky, Nívea, Victoria’s Secret, Vivo, Volkswagem…

Tem marcas, como a Sky (aquele filme que ela ensina como o Pelé deveria ter feito o gol por cobertura é genial), que fazem bom uso da modelo.

Outras, nem tanto.

A Hope, por exemplo.

Pagou um cachê milionário pra beldade fazer 3 comerciais cretinos, que rebaixam a mulher a um ser que bate o carro, ultrapassa o limite do cartão de crédito e é submissa ao marido.

Tudo que Gisele não é. E tudo que as brasileiras vem lutando há décadas para não ser.

E no final a modelo diz: “Você é brasileira, use seu charme”.

É pra isso que a Hope quer que suas consumidoras comprem seus produtos? Pra não chatearem seus maridos? Em que década a marca acha que estamos?

Ah, era pra ser engraçadinho? Pois não ficou.

Então fica a dica: se sua marca for contratar a Gisele Bundchen, faça uma campanha à altura, ok?

PS: O mesmo vale para a Fiat, que usou o fodástico Dustin Hoffman naquela porcaria de campanha do Cinquecento.

ATUALIZANDO (28/9)

E não é que a Secretaria Política para as Mulheres pediu a suspensão da campanha?

Carlsberg: a cerveja dos casais com colhões

25 09.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 14:44 ]

Bacana essa ação da Carlsberg, na Bélgica. A pergunta que fica é: você teria as manhas de ficar no meio de tantos sujeitos “simpáticos”?

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

Gnarls Barkley = DDDRim?

23 09.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 18:42 ]

Dêem uma olhada nesse clip da música Gone Daddy Gone, da banda norte-americana Gnarls Barkley e depois no folclórico comercial da DDDrim (acima) e me digam: não é o caso da dedetizadora entrar com um pedido na Adebra (Adevogados do Brasil, entidade presidida pelo ilibada @eumarcobiachi) por plágio?

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

O obituário de Charlie Sheen

21 09.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 12:59 ]

Roast of Charlie Sheen

Para concorrer na última segunda com a estreia do insonso Ashton Kutcher no que restou da sitcom Two & Half Man, o canal Comedy Central exibiu um roast show (programa em que o convidado principal é execrado com comentários ácidos pelos outros participantes) com, nada mais, nada menos, Charlie Sheen.

Entre os participantes da brincadeira estavam Mike Tyson, William Shatner e Jon Lovit. Ainda não o vi inteiro, mas achei o resultado bom. A melhor parte é quando Seth MacFarlane – o criador do nada politicamente correto desenho Family Guy – lê o obituário de Charlie.

Depois das primeiras palavras ele pára e solta: “Quer saber? Acho que é só copiar o obituário da Amy Winehouse trocando 3 coisas: o sexo, o local onde o corpo foi encontrado e aquela parte que diz que “foi um talento que se foi…”

Outras partes do programa no Comedy Central

Era o que faltava: uma rede social para…banheiros!

06 09.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 18:38 ]

Pensava que já tinha visto de tudo em se tratando de redes sociais de nicho.

Dando uma gulgada é possível encontrar páginas de relacionamento para enófilos, para desquitados, para quem quer ir pro céu, para donos de hamster…

Mas nunca pensei que fossem inventar uma rede para o uso de…banheiros.

Pelo menos essa é a proposta do Cloo, um aplicativo-conceito inventado por alunos da Miami Ad School, voltado para pessoas que não suportam usar toaletes públicos.

Instalado no smartphone, o Cloo indica banheiros particulares de pessoas que querem ganhar dinheiro compartilhando seu sagrado troninho com estranhos (cada um que me aparece, viu?).

A pessoa que precisa atender ao chamado da natureza olha pelo app as fotos dos banheiros da região, escolhe um e envia mensagem ao proprietário perguntando se o recinto está disponível.

Em caso positivo, é só informar o endereço exato e acertar o pagamento. Pronto, tudo muito simples, rápido e barato.

Depois, o feliz usuário pode deixar seu comentário e indicar para outras pessoas.

Original, não?

Pode até ser. Mas você sabe o que eu achei dessa idéia? Uma merda…

compartilhe:
Share
Nenhum comentário