Kangibrina

Desaparecidos: cinema, mídias sociais e realidade (?)

26 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 17:00 ]

Hoje fiquei sabendo do primeiro filme transmídia produzido no Brasil, chamado “Desaparecidos”, com estreia nacional programada para 9 de dezembro. O conceito de transmídia consiste em promover um grande mashup envolvendo cinema, realidade e as as mídias sociais, num ciclo infinito. O objetivo é questionar onde começa e termina o filme, o que é realidade e o que é ficção.

O enredo é o seguinte: um grupo de seis jovens de São Paulo é escolhido via Facebook para uma balada ultravip em Ilhabela. Chegando lá, cada um recebe uma minicâmera para registrar seus momentos de deleite, porém o grupo acaba desaparecendo e só suas câmeras são encontradas, tempo depois.

Para tornar a história mais verossímil, um ano antes do longa chegar às telas de cinema, perfis dos personagens do filme foram criados no Facebook como se fossem pessoas reais (como os personagens “estudavam” no Mackenzie, houve diversos boatos entre os estudantes reais sobre quem seriam aquelas pessoas e onde estariam). Aliás, os perfis ainda estão ativos. No site do filme você confere a página de cada um.

Também foram criados outros perfis fictícios que tinham como meta socializar virtualmente com os personagens e posteriormente auxiliar na divulgação de informações pertinentes aos acontecimentos que rodeavam a situação abordada pelo filme.

Nessa onda virtual, veio também o “Lenhador Cara de Pau”, personagem que além de ter perfil no facebook contava com um canal no youtube para veicular vídeos com questionamentos severos a respeito da sociedade. O Lenhador teve como papel fundamental difundir vídeos virais que continham cenas dos desaparecidos do filme.

Para legitimar o desaparecimento dos personagens, até um um site de notícias foi criado (O Jornal da Ilha) e um vídeo “amador” colocado no Youtube registrando o encontro de uma das câmaras por turistas.

O filme tem uma forte ligação com a Bruxa de Blair, mas tem duas peculiaridades que o tornam diferenciado: o uso das redes sociais e o fato de ser um filme de terror brasileiro, gênero pouco difundido por aqui.

O conceito e o marketing envolvendo o transmídia estão de parabéns. Agora é torcer para que o filme seja bom…

eBay cria loja interativa de doação de brinquedos

25 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 14:08 ]

Aproveitando o espírito natalino, a eBay, site de compras norte-americano, montou duas lojas de doação de brinquedos interativas, chamadas “Give a Toy Store”.

Na verdade são vitrines interativas em 3D instaladas nas ruas de Nova York e São Francisco com o objetivo angariar doações para crianças carentes.

Funciona assim: qualquer pessoa baixa o aplicativo no seu smartphone, passa o display no QR-Code do brinquedo na vitrine e aprova a doação de um valor.

Quando isso acontece, o brinquedo agradece o usuário. As doações também podem ser feitas via online, no site da Give a Toy Store

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

Top 5 – As atrizes (de verdade) mais sexys de todos os tempos

24 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 17:44 ]

1) Catherine Zeta Jones

2) Julie Delpy

3) Selma Blair

4) Liv Ullmann

5) Jean Seberg

Ok, sei que você não concorda comigo. Então diz aí nos comentários quais são as atrizes mais sexys pra você. Lembre-se, estou falando de atrizes de verdade, e não modelos que atuam no cinema. Portanto, estão descartadas as Megans Fox e as Jessicas Alba da vida, ok?

Vlado: 30 Anos Depois

23 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 8:10 ]

Dias desses, zapeando noite à fora, me deparo com o documentário Vlado: 30 Anos Depois, passando na TV Cultura.

Nunca tinha visto.

Dirigido por João Batista de Andrade, trata-se de um daqueles filmes que a gente não esquece.

Num formato meio amador, sem nenhuma produção, no melhor estilo “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”, o documentário chama atenção pelo uso dos mega-closes nos entrevistados e o peso dos depoimentos.

Participam do longa-metragem gente do calibre de Paulo Markun, Alberto Dines, Mino Carta, Fernando Morais, Sérgio Gomes, Rodolfo Konder, Dom Paulo Evaristo Arns e muitos outros.

Todos falam do relacionamento com Vladimir Herzog mas também da ditadura, da cadeia e da tortura, com a autoridade de quem viveu tudo na pele. São depoimentos fortes, marcantes, que chocam pelas formas distintas como os fatos são contados.

Alguns se emocionam, ficam com a voz embargada e lágrimas nos olhos. Outros, talvez como uma forma de escapismo, de superar o trauma, relembram episódios de violência com uma certa frieza.

O filme está inteiro disponível no Youtube, em seis partes.

Obrigatório.

Halloween é mesmo um perigo…

22 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 11:44 ]

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

Vodka audita vida social do internauta fora das redes

21 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 16:55 ]

Você sabe: nas mídias sociais somos todos muito bonitos, descolados, inteligentes, populares e sempre temos uma frase espirituosa na ponta do teclado pra causar buzz entre nossos amigos.

Quem duvidar basta olhar no álbum de fotos do fulano para ver que ele realmente se divertiu pacas na baladinha do último final de semana. Mas será que essa nossa fama digital se estende à vida real, como ela realmente é?

Para desmascarar farsantes ou endeusar ainda mais os mitos, a vodka Ultimat desenvolveu o Social Life Audit, um aplicativo para Facebook que audita o quão divertida é de fato a vida social do elemento.

Isso mesmo, trata-se de um verdadeiro espião, um rastreador, um fofoqueiro da web 2.0. Mas que dependendo de quem usa, é muito mais um aliado do que inimigo.

Isso porque, o app, basicamente, confere as imagens postadas no Facebook pelo usuário, verificando, entre outras coisas, a quantidade de pessoas tageadas, a quantidade de pessoas sorrindo e quantidade de curtir que a imagem ou um check in obtiveram.

Quanto mais gente se divertindo nas fotos, melhor sua pontuação. Também soma bastante pontos quem costuma fazer check ins em lugares badalados e distantes um dos outros, o que prova, teoricamente, que você tem uma vida social ativa.

Depois de analisar seu status, o aplicativo fornece um infográfico com sua pontuação. Logicamente, tudo não passa de uma brincadeira, mas quem gosta de postar fotos, de preferência com a galera reunida, vai ser aprovado com louvor pelo aplicativo. E, claro, postar isso no FB.

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

O que dá misturar skate e spray? Isso!!!

19 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 1:45 ]

Futebol: aprendendo a admirar as pessoas, mesmo que adversárias

16 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 23:31 ]

Há algum tempo, li uma declaração do Juca Kfouri que me deixou muito pensativo. Ele afirmou em um artigo que, à medida que ia envelhecendo, estava aprendendo a torcer não só pelo seu time do coração, o Corinthians, mas também pelos amigos, pelos atletas e profissionais que admira no futebol, independentemente do clube que defendem.

Essa confissão me chamou a atenção pois era uma época que estava começando a sentir o mesmo. “Ah, seu vira-casaca, aposto que tu agora torce pelos gambá, diz aí”. Não, nada disso. Pra deixar claro: continuo palmeirense até os ossos, amo meu time incondicionalmente, mas agora, forjado pela maturidade, percebo que torcer pelo sucesso de quem admiro não me faz ser menos palmeirense.

Há jogadores e técnicos pelos quais me tornei fã (seja pelo talento, temperamento ou caráter), e que com seu protagonismo tornam o espetáculo mais interessante. Lógico que se forem atuar contra o Verdão quero mais é que fracassem. Mas quando não é esse o caso, contam com minha torcida.

Abaixo, estão 3 profissionais em atividade que admiro ou venho aprendendo a admirar, e, para manter as coisas equilibradas, outros 3 que não suporto e espero que passem longe do Parque Antártica.

ADMIRO

Marcos

O que mais dizer do boleiro mais gente boa da história do futebol? Do jogador que todos os times gostariam de ter? Do goleiro das defesas impossíveis, que lhe renderam o apelido de São Marcos? Do cara que desistiu de jogar na Inglaterra pra ficar no Verdão e que lá permaneceu mesmo quando o time caiu para a segunda divisão? Esse é o Marcão, meus amigos, o maior ídolo da história do Palestra. E quando eu achava que ele não faria mais nada para aumentar minha admiração, eis que o arqueiro aprontou mais uma. No Paulistão deste ano, num jogo contra um desses Marília da vida, 4 a 0 pro Verdão, o árbitro marca pênalti a nosso favor no finalzinho. A torcida em peso pede para Marcos bater. Ele se recusa. Quando terminou o jogo, indagado porque se negara à consagração fácil, Marcão respondeu: “Seria desrespeito à equipe deles”. Puta que pariu. Caralho. Caralho de novo. Em uma única atitude o camisa 12 do Palmeiras sintetizou “ética” de um jeito que filósofos, antropólogos e quetais não conseguiram em séculos. É, meus amiguinhos. Não se fazem mais homens – nem santos – como Marcos.

Muricy:

Resmungão. Mal-humorado. Ranzinza. Antiquado. Metódico. Ortodoxo. Antipático. Pouco importa como o classifiquem. O “isso aqui é trabalho, meu filho” é um show à parte. Avesso à convenções sociais e à rasgação de seda, Muricy, falando aquele futebolês carregado, meio caipira, muda o ambiente onde chega. Transforma times em máquinas de vencer. Competente, obstinado, trabalhador e, principalmente, vencedor, Muricy conquistou nos últimos anos 4 brasileiros e uma Libertadores. Só. Fiquei chateado por não ter conseguido nos dar o título em 2009. Mas deixa estar. Torcerei por ele no Mundial Interclubes. O cara merece. PS: Ah, e nunca é tarde para lembrar: ele só não é técnico da seleção brasileira pois tinha um acordo verbal com a diretoria do Fluminense de só sair se houvesse consenso. Como não houve, permaneceu no clube carioca. Isso que é um cara de palavra.

Neymar

Sou fã desse moleque pelos mesmos motivos que muitos o defenestram. Gosto do seu jeito provocador de jogar, da falta de respeito que nutre pelo politicamente correto do futebol, da forma como transforma o óbvio em uma jogada de impacto. Neymar é um jogador sem medo: não tem medo de pancada, não tem medo de dar drible, não tem medo de ser diferente, não tem medo de errar. E quando erra, tenta de novo. Apesar de não parecer, é mais maduro que muito bode velho que pastam em nossos gramados. Prova disso é que não foge da responsabilidade, nos campos e fora deles (basta lembrar que assumiu de imediato o filho que teve com uma moça). Ao contrário de muitos moleques de 19 anos, nutre uma admiração e obediência incontestável pelo pai, que o tem guiado muito bem no gerenciamento de carreira. Qualquer outro jogador já teria aceitado proposta da Espanha para ir embora. Ele não. Ficou e garante que joga no Santos até 2014. Não acredito. Acho que depois de 2012 ele irá para o Barça ou o Real, para começar a escrever seu nome na constelação do futebol mundial.

DETESTO:

Kleber

Nunca gostei do fulano, mesmo no tempo em que a torcida alviverde o louvada. O cara é um mau-caráter de marca maior, que confunde garra e empenho com deslealdade e má fé. Kleber é defensor da vitória a qualquer preço, seja por meio de cotoveladas ou outro meio anti-esportivo. Individualista, pensa apenas em si, nunca na equipe. Não é à toa que sempre sai dos clubes por onde passa causando brigas (a próxima vítima será o Grêmio). Muitos o comparam a Edmundo. Só que tem uma grandissíssima diferença. Edmundo era craque. Kleber nunca chegou perto disso.

Tite

O mais charlatão de todos os técnicos. A personificação do embuste. Aquela sua fala pausada, cheia de neologismos imbecis, aquela pose pensada para as câmeras para passar a imagem de profissional moderno, equilibrado, a roupa social com as cores do clube, tudo só faz aumentar o engodo que de fato ele é. Tite é um treinador comum que força uma barra danada pra se mostrar diferenciado. Pode até ser campeão neste ano pelo Corinthians, mas isso não muda nada. Com o atual elenco que o clube tem, qualquer Jair Picerni conseguiria o título com rodadas de antecedência.

Cuca

Dá uma olhada no infeliz. Precisa falar mais alguma coisa?

Chevrolet customiza hotsite do Cruze com nome do cliente

15 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 11:56 ]

A Chevrolet, uma montadora que até então pouco vinha usando as mídias sociais para promover seus produtos – diferentemente da Fiat (cujo Mio é referência mundal no assunto), da Ford (que utiliza o Facebook como prolongamento dos seus comerciais na TV) e da Volks (famosa pelos jogos para smartphones) começou a se mexer e fez uma boa campanha online para seu mais recente lançamento, o Cruze.

O start é offline, por meio de uma mala direta com informações do veículo e também um QR-Code e um link com o nome do cliente (meuchevroletcruze.com.br/cliente) para um hotsite exclusivo.

Na página estão disponíveis ringstones, wallpapers, screensaver e diversos vídeos mostrando o funcionamento do veículo, formando quase um manual de uso, e acesso para o Facebook e Twitter da montadora.

Ainda falta maior interação e jogos, é verdade, mas já é um começo, um primeiro passo para a Chevrolet se modernizar e entrar de vez nas mídias sociais.

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

Que tal apostar uma corridinha com um campeão de maratonas?

10 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 10:26 ]

Para promover sua participação na Maratona de Nova York, realizada no início de novembro, a marca de material esportivo Asics instalou numa estação de metrô da cidade um enorme painel eletrônico onde as pessoas podiam apostar uma corrida de 20 metros com o maratonista Ryal Hall.

Como era de se esperar, ninguém conseguiu superar a marca do atleta (4;46).

Mas valeu a brincadeira.

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

Até as crianças sabem: criatividade requer tempo

07 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 23:18 ]

Ótimo vídeo para mostrar àquele cliente apressadinho, que sempre exige criatividade inversamente proporcional ao deadline.

Dica da @kinhateixeira

Página 1 de 212