Kangibrina

Vlado: 30 Anos Depois

23 11.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 8:10 ]

Dias desses, zapeando noite à fora, me deparo com o documentário Vlado: 30 Anos Depois, passando na TV Cultura.

Nunca tinha visto.

Dirigido por João Batista de Andrade, trata-se de um daqueles filmes que a gente não esquece.

Num formato meio amador, sem nenhuma produção, no melhor estilo “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”, o documentário chama atenção pelo uso dos mega-closes nos entrevistados e o peso dos depoimentos.

Participam do longa-metragem gente do calibre de Paulo Markun, Alberto Dines, Mino Carta, Fernando Morais, Sérgio Gomes, Rodolfo Konder, Dom Paulo Evaristo Arns e muitos outros.

Todos falam do relacionamento com Vladimir Herzog mas também da ditadura, da cadeia e da tortura, com a autoridade de quem viveu tudo na pele. São depoimentos fortes, marcantes, que chocam pelas formas distintas como os fatos são contados.

Alguns se emocionam, ficam com a voz embargada e lágrimas nos olhos. Outros, talvez como uma forma de escapismo, de superar o trauma, relembram episódios de violência com uma certa frieza.

O filme está inteiro disponível no Youtube, em seis partes.

Obrigatório.