Kangibrina

Exército dos EUA oferece game de graça para atrair candidatos

11 07.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 18:15 ]

Ontem, vendo o ótimo documentário Digital Nation, no canal GNT, fiquei surpreso ao tomar conhecimento de como o exército norte-americano está fazendo uso maciço dos games para atrair, engajar e recrutar jovens para a infantaria do Tio Sam.

Fruto de um investimento de 13 milhões de dólares, o The Army Experience Center, na Filadélfia é uma imensa e moderna lan house, uma espécie de casamata do mundo 2.0, dotada de 19 consoles XBox e 60 estações com PCs conectados em rede.

O uso dos games – todos relacionados à guerra, of course my horse – é GRATUITO. O cidadão só precisa fazer um registro e pronto: pode passar o dia inteiro dando tiros virtuais e matando quem bem entender.

O local também tem helicóptero e veículos de combate usados em treinamentos simulados do exército, onde grupos de jovens podem simular ataques ao campo inimigo.

Os instrutores do AEC são soldados que procuram conversar e fazer amizades com os frequentadores, visando atrair mais ovelhas verde-oliva para o rebanho.

Não há como negar: o exército ianque foi criativo e enxergou uma ótima possibilidade de se aproximar da nova geração e acertou em cheio em investir nos games, que encontra grande aceitação entre o público mais jovem.

Nesse ponto, meus parabéns.

Mas confesso que fiquei relativamente incomodado ao ver moleques que ainda nem sabem segurar direito uma lâmina de barbear empunhando armas.

Ok, são armas de brinquedo, mas não deixa de ser algo meio desconfortável.

Vejam e tirem suas próprias conclusões.

compartilhe:
Share
Nenhum comentário