Kangibrina

Um final de semana bem punk pra você

06 05.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 12:31 ]

The Clash – Safe European Home

Ramones – Commando

The Jam – In the City

Dead Kennedys – California Über Alles

Buzzcocks – What do I get

Toy Dolls – She goes to Finos

Os Ramones vivem…

20 04.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 9:57 ]

…em um muro na Vila Madalena.

Hey Ho! Let´s Go! Forever!

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

Top 5 – Melhores Músicas dos Ramones

21 05.2010
Por Denis Zanini Lima [ postado às 20:27 ]


Para começar o final de semana chutando o balde e exorcisando todos os bodes, um pout porri da melhor banda punk de todos os tempos.

1) The KKK took my baby away
2) Carbona not glue
3) Love Kills (com Dee Dee nos vocais)
4) Teenage Lobotomy (vídeo acima)
5) Now I Wanna Sniff Some Glue

E como eu gosto pracaraio dos caras, seguem dois bonus tracks: esse vídeo raríassimo de Judy is a Punk, gravado em 1974, e esse outro de Commando, gravado em 1991, no Dama Xoc, em São Paulo.

Alías, eu estive – e sobrevivi – nesse show.

Hey Ho! Let´s Go! (#Forever)

Top 5 (bandas internacionais)

03 07.2009
Por Denis Zanini Lima [ postado às 21:13 ]

Desde que assisti Alta Fidelidade, com John Cusack, desenvolvi o hábito de elaborar mentalmente listas sobre tudo que curto (os famosos top 5).

Agora, com o blog, vou começar a compartilhá-las com vocês.

Abaixo, segue o top five de bandas internacionais.

1) Ramones (esses caras feiosos na foto aí em cima)
2) Beatles
3) Clash
4) Smiths
5) Empate múltiplo (Nirvana, Weezer, Stray Cats, Dead Kennedys, Greenday, White Stripes, Sex Pistols, Guns & Roses, Joy Division, Black Sabath, Pixies, Cure, Sonic Youth…)

compartilhe:
Share
Nenhum comentário

She´s a Sensation

22 06.2009
Por Denis Zanini Lima [ postado às 16:03 ]

O que mais me surpreendeu em A Mulher Invisível, comédia romântica estrelada por Selton Mello e Luana Piovani, foi a música tema do filme.

She´s a Sensation é uma baladinha meio obscura do Ramones, do álbum “Pleasant Dreams” (1981), que não tocou nas rádios, não passou na MTV e é mais conhecida pelos aficionados da banda, como este aturdido escriba.

Jamais poderia imaginar ouvi-la no meio de um blockbuster nacional.

Para falar a verdade nem lembro a última vez que a escutei. Até porque não gosto muito dos discos que sucederam “Road to Ruin”.

Depois de exaustivas pesquisas na Barsa do terceiro milênio (vulgo Google), descobri que o diretor Claudio Torres é um entusiasta do rock, principalmente da década de 1970.

Daí seu conhecimento sobre a banda e a escolha pela música, que casa perfeitamente com o espírito da história e com a estonteante Luana Piovani que, de fato, é uma sensation.

PS: Ah, sim, o filme. Se assistido de forma desprenteciosa, acompanhado de um saco de pipoca, é um belo programa de sábado à tarde.

compartilhe:
Share
Nenhum comentário