Kangibrina

Neymar: moleque nos gramados, homem nos negócios

20 08.2010
Por Denis Zanini Lima [ postado às 16:15 ]

Ao promover o seu Dia do Fico ontem, Neymar, conhecido por ser um azougue irresponsável nos campos, provou que é um homem maduro na hora de administrar sua carreira.

Ao que parece seu projeto profissional não é baseado exclusivamente em dinheiro, equívoco que aflige a grande maioria dos boleiros.

Neymar é um talento precoce de apenas 18 anos, audacioso, criativo, grande aposta de Mano Menezes na renovação do ataque da Seleção Brasileira, que sabe que, mais cedo ou mais tarde, ficará milionário.

Só que ele não quer só encher as burras de doletas.

Ele quer fazer história.

E recusar a proposta do Chelsea (R$ 650 mil por mês!!!) pra ficar no Santos foi a melhor decisão.

O Chelsea é um time que paga muito bem, mas não tem história, identidade e torcida. E outra: ao chegar lá certamente seria posto para escanteio pelos jogadores de mais nome e com empresários melhores.

Ao ficar mais tempo no país ele poderá ganhar mais títulos e criar maior identidade com a torcida, não só com a do Peixe, mas com a das outras também, pois o time da Vila não polariza paixão e ódio como Palmeiras e Corinthians, Grêmio e Inter, Atlético e Cruzeiro, Flamengo e Vasco.

Barbarizando no Santos e na Seleção, Neymar, depois da Olimpíadas de 2012, poderá escolher onde quer jogar: Barcelona, Real, Inter, Milan, Manchester…

Não faltarão propostas irrecusáveis. E detalhe: ele terá apenas 20 anos!

Muito bem aconselhado por seu pai, o capeta da Vila tem o futuro nas suas mãos.

Um futuro brilhante e grandioso.

compartilhe:
Share
1 comentário