Kangibrina

Veja vídeos raros do Sheldon antes da fama

06 03.2012
Por Denis Zanini Lima [ postado às 14:15 ]

Antes de ser um ator premiado e elogiado por crítica e público, Jim Parsons, o Sheldon Cooper da sitcom The Big Bang Theory, amargou anos e mais anos fazendo figurações e pontas em comerciais (como este acima, da lanchonete Quiznos, veiculado em 2003, e o abaixo, da lanchonete Arbys, em que não diz uma palavra), seriados e filmes.

Entre os longas mais “famosos” que James Joseph Parsons (seu nome de batismo) participou, estão Um Astro em Minha Vida, em que contracena com o fodástico Morgan Freeman, e A Hora de Voltar, protagonizado por Zach Braff (o JD, dos Scrubs) e Natalie Portman. Como vocês podem ver, nenhum deles campeão de bilheteria.

Ele também participou do filme Escola de Idiotas e fez ponta como um guia, com cabelos compridos, num episódio de Ed, série famosa nos Estados Unidos, que ficou no ar de 2000 a 2004.

Parsons, que completa 39 anos no dia 24 de março, atingiu o sucesso tardiamente, apenas com a criação do famoso seriado geek, que está em sua quinta temporada.

Graças à sua persistência e a fé no seu talento, o mundo pode conhecer o personagem mais nerd e engraçado da história da humanidade.

Recentemente, Parsons foi premiado como melhor ator de série humorística pelo Golden Globe e pela revista People e participou dos filmes The Big Year e Os Muppets.

O que eu achei curioso, vendo os vídeos, é que todos os seus personagens já carregavam um pouco de Sheldon. Vejam e tirem suas conclusões.

Aquaman: o herói mais trollado de todos os tempos

16 06.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 12:27 ]

Pobre Aquaman.

O discípulo de Netuno é, de longe, o super-herói (?) mais inútil da História.

Seus poderes, que se limitam a fazer telepatia com peixinhos, não são lá tão requisitados, a não ser em casos de afogamento e de ataques de tubarão.

Mas cá entre nós: você conhece alguém que já se afogou ou foi atacado pelo terror dos sete mares?

Até o Gleek, o simpático símio azul dos Supergêmeos, tem mais benfeitorias no currículo do que o homem que reside no fundo mar.

Por conta disso, fora da Sala de Justiça, o cara é vítima constante de bullying.

Com pouca moral até entre as crianças (reparem que, nem por um picolé de limão, guri nenhum quer ser o Aquaman nas brincadeiras), o personagem da DC é fonte de inspiração para diversos programas humorísticos.

Confiram abaixo as “homenagens” que o Family Guy, o The Big Bang Theory e o Comédia MTV fizeram para nosso intrépido herói.

Enquete de inutilidade pública #1

06 02.2011
Por Denis Zanini Lima [ postado às 14:03 ]

Qual seu estrangeiro de sitcom predileto?

Fez (That 70´s Show)…
Nacionalidade: algum país da América Latina
Características: ingênuo, mas metido a sedutor, tem como grande sonho namorar Jackie
Parceiro de roubadas: Kelso
Melhor cena: na verdade é uma fala: I´m alone…”

ou Raj (The Big Bang Theory)
Nacionalidade: indiana
Características: Astrofísico, tímido, não consegue falar com as mulheres, a não ser quando bebe.
Parceiro de roubadas: Howard
Melhor cena: Cantando Under the Bridge, do Red Hot Chilli Peppers

Exerça seu direto de netizen.

Entre nos comentários e vote!

Quem é o gênio mais fodão?

14 05.2010
Por Denis Zanini Lima [ postado às 15:22 ]


Há alguns posts fiz uma comparação entre os geniais e geniosos Boris Yellnikoff e Sheldon Cooper (do filme Tudo pode dar certo, de Woody Allen, e da sitcom The Big Bang Theory, respectivamente).

Na minha teoria, por suas várias semelhanças, Boris pode ser considerado o Sheldon de amanhã.

Muita gente achou interessante a comparação (bem, na verdade foi só o André Rodrigues, do ótimo O Roteiro) e fiquei animado em me aprofundar no assunto.

Por isso, depois de muitos estudos que me custaram noites a fio, cheguei à tabela abaixo para tentar descobrir quem é o gênio mais fodão.

Como vocês podem ver, Boris ganhou por pequena diferença.

Mas pra mim, por ter Sheldon ter beijado a mãe do melhor amigo, deu empate técnico.

Seria Sheldon um discípulo de Boris?

04 05.2010
Por Denis Zanini Lima [ postado às 13:21 ]


Tudo pode dar certo não é o melhor filme de Woody Allen, mas é de longe o mais cáustico, visceral.

Boris Yellnikoff, alter ego do diretor, é um físico (quase ganhador de um Nobel, como gosta de repetir) misontropo, niilista e egocêntrico que adora insultar quem o cerca.

Sua metralhadora verbal giratoria, apoaida no tripé inteligência superior/intolerância/exibicionismo, não perdoa amigos, mães, religiosos, crianças, caipiras, jovens, artistas, políticos.

Suas declarações politicamente incorretas chocam e fazem rir.

Boris lembra um pouco o engraçadíssimo Sheldon, do seriado Big Bang Theory.

São dois personagens parecidos, geniais, arrogantes, verborrágicos, características que, por mais paradoxal que possa ser, lhe conferem enorme magnetismo.

A diferença é que Sheldon é um pouco mais doce e ingênuo e Boris mais inquieto, complexo e pernóstico.

Além, é claro, da diferença de idade.

Hum…Pensando sob esse ângulo, seria Sheldon um discípulo de Boris? Bóris na verdade é o Sheldon de amanhã?

Enquanto pensam divirtam-se com os vídeos e escolham seu gênio preferido.